A VIDA SOCIAL DAS FORMIGAS



As formigas são insetos sociais, com castas distintas e divisão de trabalho bem estabelecida dentro da colônia, vivem em quase todos os ambientes de nosso planeta, excluindo-se grandes altitudes, pólos e regiões extremamente frias.Estima-se que existam 15000 espécies de formigas no mundo, sendo que aproximadamente 10000 descritas no mundo e 2000 descritas no Brasil.

As formigas tem uma alimentação variada e são importantíssimas para a vida em nosso planeta, uma vez que participam da aeração dos solos, ciclagem de nutrientes, polinização e dispersão de sementes e em algumas situações ainda atuam como predadoras de algumas pragas.

Possuem uma organização social bastante desenvolvida, que é importantíssima para sua sobrevivência, uma vez que existe especialização para as diferentes funções: reprodução, defesa da colônia, cuidados com a prole, alimentação, etc. Uma colônia é constituída basicamente por fêmeas, as reprodutoras , que desempenham a função de rainhas e as estéreis, que são as operárias e desempenham diferentes tipos de função. Os machos são produzidos apenas em um período do ano e tem como função a fecundação das rainhas.

As formigas comunicam-se através de substâncias químicas, chamadas feromonios, que são utilizadas por exemplo para formar trilhas, que indicam os locais onde existem alimentos; essas substâncias químicas são utilizadas também para indicar agressões a colônia, para confundir inimigos, etc.

Entre as espécies conhecidas algumas se destacam por suas peculiaridades ou por aspectos curiosos:



Formigas Tecelãs
Constroem seus ninhos utilizando partes dos vegetais, que tecem juntamente com seda que produzem;




Formigas de Correição
Formam colônias extremamente grandes e vivem migrando, uma vez que são nômades e formam ninhos apenas temporários;




Formigas Pote-de-Mel
Que utilizam o próprio corpo para armazenar alimentos;




Formigas Cortadeiras
Que cortam partes dos vegetais, especialmente folhas, carregam para seus ninhos, servindo para o cultivo de fungos, que lhes servem como alimento;




Formigas Domésticas
São algumas espécies que adaptaram-se em viver nas edificações construídas pelo homem, sendo que algumas espécies constituem colônias muito pequenas (algumas dezenas de indivíduos), podem ter várias rainhas na mesma colônia, formando seus ninhos algumas vezes em espaços minúsculos, grande parte das vezes multiplicam o numero de colônias através de partição das já existentes e tem grande importância pelos prejuízos e incômodos que nos causam.


PREJUIZOS



Esses insetos são considerados pragas em função dos prejuízos e incômodos que nos causam, podemos destacar danos e perdas causados aos alimentos, danos causados a equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos, tendo também grande importância em relação a saúde humana, uma vez que substâncias eliminadas em suas picadas (especialmente o ácido fórmico) podem desencadear reações alérgicas; ainda podem atuar como vetores mecânicos, transportando microorganismos patogênicos em locais como hospitais, funcionando como agentes de infecções hospitalares, isso é muito preocupante quando consideramos que é muito comum encontrarmos várias colônias povoando as edificações de forma geral.

CONTROLE DAS FORMIGAS



O controle de formigas pode ser feito em vários níveis:

- Devido a sua grande versatilidade e capacidade de abrigar-se em espaços minúsculos, é uma providência muito adequada a vedação de frestas entre azulejos, em molduras, guarnições, junção de armários, peças do mobiliário, etc.

- Utilização de produtos que lhes são aversivos, como detergentes, vinagre e alguns produtos de limpeza;

- Utilização de algumas substâncias aromáticas como o cravo;

- Tratamento dos ambientes através da aplicação de inseticidas, o que deve ser feito com bastante critério para que os resultados sejam positivos.


BIOLOGICA PRAGAS
©2012 todos os direitos reservados.
R. Antonio Palhano Guimarães, 151 – Butantã – São Paulo – SP – Brasil - CEP 05542-230
facebook Biologica
biologica@biologicapragas.com.br